ABUSO SEXUAL

03/07/2019 18:06

MP e Polícia Civil investigam crimes de pedofilia em série ocorridos no município de Valença

Crimes, segundo fontes, teriam também acontecido na Praia do Guaibinzinho, distrito de Guaibim. Foto: Google Maps

Crimes de pedofilia, em série, ocorridos em escolas públicas no município de Valença, no Baixo Sul do estado, estão sendo investigados pelo Ministério Público e Polícia Civil.

Segundo fontes de Livre, em unidades de ensino dos distritos de Orobó e Guaibim, menores foram abusados sexualmente por um profissional da escola. Em um dos casos um menor portador de deficiência foi abusado e os responsáveis teriam sido ouvidos pela comissão de sindicância formada por professores da rede municipal de ensino, criada pelo prefeito Ricardo Moura (PSD), restando apurado que o pedófilo convencia as famílias com benefícios, inclusive financeiros, para que não houvessem fatos veiculados na imprensa local.

Em outro caso, específico do distrito de Guaibim, Livre obteve a informação exclusiva de que após abuso de um menor na praia do Guaibinzinho, a criança teria sido encaminhada ao Pronto Socorro, da Santa Casa de Misericórdia de Valença, para atendimento. Segundo o dossiê enviado a Livre, consta depoimento de pais de uma vítima sobre o caso nas dezenas de páginas da sindicância realizado por profissionais da secretaria municipal da Educação.

Em contato com o Ministério Público do Estado da Bahia, a promotora titular da pasta da Criança e Adolescente informou que o caso chegou a seu conhecimento por meio do Conselho Tutelar e que foi solicitado instalação de inquérito policial. “Solicitamos todo apoio investigativo por parte da Polícia Civil e oficiamos os setores responsáveis pelo acompanhamento das vítimas para que aportasse todo aparato possível devido aos traumas alegados nas denúncias”, disse a promotora Claudia Didier ao jornalista Wellingthon Anunpciação.

O caso ainda segue investigado pelo promotor titular da pasta de Improbidade Administrativa que apura os casos, e caso comprovada a participação do professor nos crimes, deverá solicitar a justiça a demissão do pedagogo do quadro de profissionais da rede de ensino público.

A promotora Fernanda Pataro, da pasta Crime, informou através de uma servidora do MP que aguarda “apuração do promotor da pasta de Improbidade, para dar os próximos andamentos no caso”.

O secretário Daniel Reis, da Educação, questionado sobre o afastamento do funcionário da secretaria, há mais de 01 ano e recebimento de seus vencimentos em dia, respondeu que a Procuradoria do Município estaria com o caso em mãos, uma vez que o MP cobrou posicionamento em relação ao tema. O procurador Walter Ferrão informou que o servidor afastado encontra-se recebendo salário, e por toda situação estar condizente com o estatuto do servidor municipal da educação esta dentro da legalidade, porém o mesmo não tem privilégios de suas vantagens no contra cheque.

*O nome do denunciado não foi citado na matéria, uma vez que as investigações estão em curso e há preocupação da justiça de fuga do acusado.


ItaipavaRico empresalogsiteBanner 340x250
522x380
522x380

Contato

Livre Notícias é um site de notícias gerais do Baixo Sul, Recôncavo e capital baiana. Voltado para a imparcialidade em todos os fatos, nos envolvemos na sociedade baiana com um modo diferenciado de fazer jornalismo. Livre Notícias, aqui, a verdade! Jornalista Responsável: Wellingthon Anunpciação / MTB - 0005897

© 2016 Livre Notícias Valença-BA